fbpx

É mais um dia no digital. 

Mais um scroll por uma loja. 

uh, que giro, quero comprar esta peça. 

Um adicionar ao carrinho depois e bum, estamos no checkout. Estou perto de adquirir aquela coisa que eu tanto queria. 

Mas… tenho de criar conta. E não dá um social login. E tem imensos campos para preencher. E não me deixa fazer um guest checkout.

Portanto, a peça fica no carrinho e eu fico sem ela. 

Este excerto dramático sobre a experiência de compra poderia ter sido escrito pelo ilustre Camões, se ele tivesse enfrentado alguns processos de checkout extensos. E se ele estivesse vivo.

Vamos começar pelo básico.

O processo do checkout são os passos que um cliente tem de seguir de forma a completar a sua compra. Até aqui, nada de novo. 

Do ponto de vista do consumidor, esta etapa não é algo novo nem fora do comum. Tipicamente, segue o caminho: add to cart – informação de pagamento – informação de envio – método de envio – pagamento – confirmação.

Dito assim, parecem muitos passos. E até são mesmo. De acordo com estatísticas, a taxa global de abandono de carrinho pode chegar aos 68%. E, dependendo do tipo de checkout (sim, existem vários), dos métodos de pagamento, da segurança da loja online e dos dados a preencher, esta percentagem pode aumentar ou diminuir de acordo com estas características.

O sucesso de um e-commerce é medido, não pelo número de visitas, mas sim pelo número de conversões. 

E vamos ser honestos. Somos exigentes enquanto consumidores. No digital, então, nem se fala. Estamos habituados a estar à distância de um clique rápido, de obter a informação numa questão de segundos. E isto faz-se sentir no que diz respeito às compras online. Enquanto consumidores queremos ter os processos facilitados, queremos conseguir as coisas da forma mais fácil.

Então, quando temos uma boa experiência de navegação, com um bom fluxo, e chegamos ao checkout para sentir que o ritmo não é o mesmo, ficamos impacientes, insatisfeitos e mais prontos para ir embora do que para terminar a compra.

One Step Checkout

Neste tipo de checkout, os elementos a preencher por parte do consumidor estão todos reunidos em uma só página, desde dados pessoais, a dados de envio e de pagamento. Com a simplicidade que este género de checkout oferece, é comum vermos associado a diminuição da taxa de abandono do carrinho, especialmente quando pensamos na emergente quantidade de compras online que são feitas em smartphones e o impacto que um design não otimizado para este tipo de ecrã tem nas conversões.

Multi Step Checkout

Este tipo de checkout separa, em secções, os diferentes passos do processo, sendo possível ter uma página para preencher informações de cliente, uma página referente a pagamentos e métodos de envio, entre outras. 

Este formato tende a ser mais demorado para o consumidor, o que pode aumentar a taxa de desistência aquando deste passo. 

No entanto, com um processo assim detalhado, o gestor de e-commerce tem a possibilidade de criar futuras interações com o cliente, através do email e de métricas que permitem personalizar a experiência de compra. Com este checkout é ainda possível dar a possibilidade de um guest checkout, o que acaba a ser muito apelativo para os consumidores que não querem efetuar um registo para terminar a compra.

Guest Checkout

Este deve ser a opção de checkout mais interessante para aqueles que gostam das coisas mais rápidas e fáceis. 

Sem ser necessário proceder a todos os passos de criação de uma conta, o cliente pode escolher, simplesmente, efetuar a mesma como “Convidado”, aka, “guest”. Assim, os dados referentes ao pagamento e envio têm de ser fornecidos na mesma, mas, muitas vezes, basta saltar a etapa de criar conta – confirmar palavra-passe no email – voltar a fazer login, para conquistar o coração de um consumidor online.

 

Multishipping Checkout

Neste mundo das maravilhas digital, é possível levar a experiência de checkout a outro nível com o multishipping checkout. Este processo permite enviar diferentes produtos para diferentes moradas, ou seja, moradas diferentes daquela que o consumidor pode ter definida nos seus dados de conta. 

Parece algo básico, mas, na verdade, se, na mesma jornada de compras, o consumidor tiver a oportunidade de enviar as prendas de natal ou aniversário para os sítios que deseja e que não são a sua morada, ter o multishipping checkout é uma mais valia.

 

A otimização de um e-commerce não se prende apenas nesta escolha. Isso era demasiado fácil.

No artigo LINK referimos a importância da UX e da adaptação aos diversos ecrãs, e no artigo LINK mencionamos alguns fatores cruciais de um e-commerce – tais como as reviews e o fator das devoluções gratuitas.

 

Aqui na Skrey não menosprezamos nenhum passo na jornada de compra online, desde a chegada à loja até à saída. Estamos sempre a par das estatísticas e melhores práticas que visam melhorar um e-commerce e as suas conversões.

As nossas soluções digitais adaptadas à medida dos nossos clientes permitem-nos avaliar cada loja online como sendo única e com necessidades igualmente únicas, que necessitam de respostas personalizadas e não genéricas. 

Tendo isto como ponto de partida, na Skrey desenvolvemos as soluções digitais que melhor se adequam a cada e-commerce. Incluindo um checkout otimizado e nada aborrecido. 

Viva as conversões.

 

Ready to see what's next?

VAMOS CONSTRUIR ALGO EXTRAORDINÁRIO

Diz-nos Olá